conteúdo da página

Diário de Bordo #020 – Ficamos sem o Capitão

Este é o último diário de bordo que escrevo aqui. Pode ser que volte a colocar algum resumo dos acontecimentos.

Mas as experiências vividas são fortes e os aprendizados muitos. A sequencia de acontecimentos é extressante.

Muita coisa acontecendo e tudo ao mesmo tempo.

Agora nosso capitão foi obrigado a voltar para o Panamá, o visto de permanência dele nas Bahamas venceu, a tentativa de alongar frustrada, só restou ele voltar ao Panamá, foi com passagem do retorno comprada.

Achamos que em uma semana ele estaria de volta, no entanto isso não aconteceu, o capitão estava se sentindo prejudicado com o tempo decorrido conosco, era para ser uma travessia de 15 a 20 dias, se passaram dois meses desde a chegada dele em Freeport.

Não posso dizer o mesmo, nós nos ajudamos mutuamente, ele precisava sair do Panamá, nós de um capitão, pagamos todos os custos que ele teve desde a saída do Panamá até o seu retorno e foi com dinheiro no bolso, mais do que o combinado conosco inicialmente, onde está seu prejuízo? Sem dizer que o ajudamos com a vinda de uma cliente para o Panamá.

Quanto a nós ficamos sozinhos.

Vamos seguir daqui sem capitão, iniciando nossa experiência apenas no motor, vamos deixar para utilizar as velas mais tarde.

Tentamos sair no dia 31 de março, as condições do mar nos fez voltar.

Já estamos bem felizes que conseguimos sair e voltar, ao mesmo tempo que conseguimos ancorar em segurança no canal movimentado de Nassau.

No dia seguinte resolvemos que é melhor voltar para a marina por alguns dias pois tem um vento muito forte previsto para os próximos dias, o canal não inspira segurança.

Assim estamos nos refugiando como muitos outros capitães experientes.

O plano original retorna, voltamos a ter a República Dominicana como foco, este é nosso objetivo agora.

Se conseguirmos chegar lá, estaremos bem mais fortes e confiantes, vou retirar a palavra “se”. Certeza que conseguimos chegar na Republica Dominicana.

 

Deixe uma resposta