conteúdo da página

Quanto custa viajar de MotorHome – parte 3

Gente… tomei minha decisão, vou abandonar tudo, criar um canal ganhar muito dinheiro e viver meu sonho.

Sempre sonhei em dar a volta ao mundo. Vou fazer igual a tantos outros, largar tudo, criar meu perfil nas redes sociais, um canal no YouTube e postar vídeos, serei pago para viajar indefinidamente. Vou ser livre, vou ser feliz.

Será que é assim que funciona?

Viajar de MotorHome tem vários custos, não importa o tamanho do seu MotorHome, pode ser uma kombi ou um Ônibus, o primeiro e mais imediato a ser considerado é o custo financeiro, já abordamos este assunto em outro post, para acessar a matéria é só clicar aqui 

O segundo custo é o emocional, também já abordado anteriormente verifique clicando aqui

No desdobramento destes custos todos existe uma dúvida que paira na mente de muitos aspirantes, viver da renda que vem da internet e ser nômade digital, parece muito fácil. Afinal de contas a grama do vizinho está sempre verde não é mesmo? A impressão passada é que é só montar um carro iniciar um canal no YouTube e terá renda o bastante para viajar.

Só que não.

É certo que cada vez mais pessoas estão trabalhando remotamente. Existem várias profissões que permitem que você tenha renda desde que tenha acesso a internet.

as opções seriam:
-> Criar um cursos de sucesso e promover e vender os produtos ou cursos através da rede ou,
-> Desenvolver um software qualquer para empresas,
-> Trabalhar com design gráfico
-> Ser professor(a) (um leque enorme de possibilidades)
-> Fotógrafo(a)
-> Escritor(a)
-> Contador
-> Consultoria

Enfim o leque de opções para se ter uma vida nômade são enormes e continuam crescendo, você sempre poderá procurar uma alternativa associada à sua profissão, aconselho encontrar algo que goste de fazer

 

 

O problema reside em não ter a real dimensão de como realmente funciona.

Se você conseguiu um emprego, ou criou algo de sucesso, trabalha virtualmente, parabéns, não importa onde se está no mundo, basta ter uma boa conexão de internet e ser feliz, este post não é para você.

Este post é para as pessoas que acham que o YouTube “paga” para aqueles que compartilham vídeos.

Vamos a realidade.

Criar um canal que lhe traga renda o bastante para sobreviver é trabalhoso e requer muito, muito tempo. Existem regras que precisam ser cumpridas antes de poder pedir acesso ao programa de monetização do YouTube, o mais complicado é que estas regras estão sempre sendo alteradas. Já aconteceu antes de um canal alcançar o mínimo exigido pela plataforma ser aceito no programa e depois as regras serem alteradas e o canal em questão perder o acesso ao programa de parcerias e perder a “remuneração”, é terrível.

Você trabalhou duro para alcançar o patamar mínimo justo quando estão modificando tudo.

Vamos pular direto ao patamar ideal, finalmente o canal cumpre com as exigências, pode se candidatar ao programa de parcerias, neste caso ficam-se dias aguardando a aprovação para que você seja aceito, pode passar dos 30 dias, a garantia de aceitação não é de 100%, seu canal poderá ser rejeitado e neste caso precisa pedir revisão ou fazer os ajustes exigidos e entrar com nova solicitação.

Após cumprida todas as etapas, finalmente poderá clicar no botão, monetizar e ser feliz.

Será?

O vídeo que passou horas pensando, editando, renderizando e postou no canal, precisa ser visualizado ou melhor, precisa viralizar para que lhe traga alguma renda.

Hoje já não é segredo o valor que um canal recebe do YouTube por mês com os vídeos postados, existem sites que simulam esta monetização, um  deles é o socialblade, eles divulgam o valor mínimo e máximo que um canal “pode” estar recebendo, caso ele tenha todos os vídeos monetizados, o que é pouco provável ou seja, não é regra, alguns, o próprio YouTube desmonetiza por problemas com os direitos autorais, novamente vamos ao “cenário ideal”, o valor que o canal está de fato recebendo provavelmente é o que eles apontam como mínimo, principalmente se o canal for brasileiro e se estiver iniciando, pode acreditar. Algo em torno de 0,25 centavos por cada 1.000 visualizações.

Para que tenha realmente relevância é necessário chegar a um mínimo de visualizações por vídeo no seu canal, faça as contas e verifique qual é a renda que pretende ter para “bancar” sua viagem, veja quantos canais já alcançaram este patamar e depois, olhe bem para o tempo que levaram para alcançar esta posição, passa fácil de um ano ou dois, outro fator que precisa levar em consideração é o prazo médio de criação de um conteúdo ou melhor um vídeo é de 3 a 4 horas, quantos vídeos por semana conseguem colocar no canal?

Está disposto aos mesmos sacrifícios dos criadores de conteúdo para alcançar o sucesso? Só estou falando da criação de conteúdo para o YouTube, o que nunca vem sozinho, precisa conseguir trafego (visualização) para seu canal, nesta hora entram as outras redes sociais, precisa postar conteúdo em todas elas para encontrar as pessoas que acham seu conteúdo relevante.

Conhecemos de perto vários viajantes, cada um está encontrando uma forma de obter renda, alguns conseguem levantar dinheiro vendendo brigadeiro na praia, isso quando estão na praia mas, como fazem quando estão em outros lugares. Bem, eles precisam se reinventar o tempo todo, são muito criativos, não param de se reinventar, sempre que chegam em um novo quintal.

Você também pode conseguir outras formas de obter renda, através de patrocínio. Esta é outra possibilidade, mas pense, qualquer empresa precisa investir a verba de marketing de forma inteligente para que a mensagem delas alcance o maior número possível de prováveis clientes, antes de investir em você, ele quer ver o seu “midia kit” ou seja, você precisa mostrar seus números, ter seguidores significativos para que ele queira investir no seu canal, não basta ter seguidores, precisa ter os seguidores certos para o negocio dele, para que ele tenha real retorno do investimento feito.

 

Então, se está disposto a trabalhar duro para alcançar os patamares mínimos para ter renda pela internet, siga em frente, vale muito a pena viver seu sonho. Encare como se encara qualquer empreendimento, trace metas e conquiste seu espaço, a…. lembre do básico. Garanta que terá o capital inicial que lhe sustente até que seu novo empreendimento traga o retorno tão almejado.

 

 

 

Deixe uma resposta